,

CYBERPUNK 2077 – PS4

Saldão dos Games
Availability:

Em estoque


Explore e se aventure na vasta cidade de Night City neste jogo imersivo com uma história envolvente! Dos criadores do jogo mais aclamado da década: The Witcher 3, Cyberpunk trás uma premissa de jogo que se passa como o próprio título diz, em 2077, onde a população da periferia altera seu corpo tecnologicamente para se adaptar ao ambiente hostil que se tornou a cidade de Night City.

Totalmente em primeira pessoa, o jogo trás uma experiência de combate quase única, que além das várias habilidades, o jogador ainda tem à sua disposição um vasto arsenal com um poder destrutivo enorme. O jogo tem suporte para a dublagem portuguesa bem como a métrica labial também em português.

R$199,00

Em estoque

Por até 12x de R$16,58 sem juros

ou R$199,00 à vista

Subtotal:

Add-ons total:

Total:

Enredo que vale a pena

Em Cyberpunk 2077, você é convidado a viver como V, uma mercenária jogável no sexo feminino ou masculino, em sua jornada na distópica Night City. Logo no início, o game dá a opção de montar um personagem a partir das opções disponíveis de customização, ou selecionar os protagonistas padrões. É importante comentar, aqui, que a variedade de personalizações é bastante baixa em relação ao que foi anunciado no período de promoção do jogo. Além disso, durante a jogatina, não é possível alterar a aparência completa de seu personagem (apenas as roupas podem ser alteradas).

O jogador pode escolher entre três modos de jogo: Street Kid, Nomad ou Corporate. Embora dê diferentes inícios ao gameplay, a escolha selecionada não tem grande impacto na história a longo prazo, já que, em resumo, serve apenas para determinar os itens e as opções de fala que serão liberados. O final do game, vale dizer, é o mesmo para todos os modos.
As opções de customização em Cyberpunk 2077 são poucas, mas há algumas roupas legais — Foto: Reprodução/TechTudo

No início do jogo, V é contratada para realizar um grande roubo à maior empresa de Night City, a Arasaka. Ao lado de seu amigo Jackie, ela precisa ir até um hotel para roubar um chip “da imortalidade”, conhecido como relic, sem ser vista. O plano, no entanto, não corre de acordo com o planejado, e a protagonista é obrigada a fugir enquanto guarda o chip em seu sistema – ou seja, no seu cérebro.
Após alguns tortuosos e inesperados momentos, V acorda na mesa de Viktor, seu ripper doc (médicos que realizam implantes tecnológicos ilegais) de confiança. As notícias que recebe não são boas: o chip que precisou instalar em seu sistema, era, na realidade, a consciência de Johnny Silverhand, músico e terrorista interpretado por Keanu Reeves que, aos poucos, tomaria conta de sua cabeça e de seu corpo. Como o objeto era, também, o que a mantinha viva (embora estivesse, simultaneamente, tirando sua vida), não era possível retirá-lo. A partir daí, a jornada de V muda, e sua busca principal passa a ser pela sobrevivência.

Cyberpunk 2077: depois que Johnny entra na cabeça de V, o melhor é fazer amizade com ele — Foto: Reprodução/TechTudo

Porque seus gráficos e sua jogabilidade decepcionam bastante, o forte de Cyberpunk 2077 é a sua história. Embora várias vezes a exorbitante quantidade de bugs arranque o jogador da experiência imersiva do RPG, o desenrolar do enredo é totalmente capaz de manter o usuário interessado na gameplay.
Vale dizer, também, que as side quests são boa parte do entretenimento de Cyberpunk 2077, já que adicionam bastante conteúdo à campanha principal (que é bem curta, com cerca de 20h de duração) e aumentam as possibilidades de final do jogo. Há personagens que valem a pena conhecer, como a Panam e a Judy. Há, também, outras missões paralelas muito instigantes (destaque para uma com a cantora Grimes, de pseudônimo Lizzy Wizzy).

Vale a pena terminar a side quest de Judy em Cyberpunk 2077 — Foto: Reprodução/TechTudo

Um jogo que realmente faz com que você pense

O jogo é, como o nome sugere, cyberpunk, o subgênero da ficção científica em que, basicamente, avanços tecnológicos resultam no aumento das desigualdades sociais e na consequente degradação da sociedade. O game decididamente não é ativista e não traz discussões profundas sobre a relação que temos com o que é tech – pelo menos, não diretamente. No entanto, enquanto jogamos e ficamos imersos naquele enredo, não há muito como passar livre de reflexões sobre transhumanismo (que nada mais é do que a fusão do corpo humano à tecnologia) e sobre o próprio desenvolvimento tecnológico.
Há, inclusive, situações no jogo que basicamente obrigam essas reflexões. Durante os testes do jogo aqui no TechTudo, foi muito difícil não sentir extremo desconforto quando personagens com implantes oculares extremamente robóticos, por exemplo, tomavam conta da tela. Isso acontecia porque aquela tecnologia implantada arrancava todo e qualquer resquício de humanidade de quem o utilizava, e precisar imaginar um futuro em que pessoas possam, de fato, ter uma aparência dessas é bastante assustador.
Personagens com implantes oculares muito robóticos podem ser assustadores em Cyberpunk 2077 — Foto: Reprodução/TechTudo

Personagens com implantes oculares muito robóticos podem ser assustadores em Cyberpunk 2077 .

Implantes tecnológicos, vale dizer, já estão em desenvolvimento hoje em dia, na vida real, e têm imensa importância para algumas pessoas e situações. Contudo, como a literatura cyberpunk demanda uma distopia e disfunção social, durante a gameplay do jogo é muito difícil não sentir estranhamento – e, algumas vezes, até medo – ao vê-los. Até porque, nesses casos específicos, os personagens em questão parecem muito mais robôs do que seres humanos – e isso provavelmente foi proposital, já que em sua maioria representavam inimigos.

 

Andar de moto ouvindo latin rap é uma excelente pedida em Cyberpunk 2077 — Foto: Reprodução/TechTudo

Trilha sonora bacana em uma rádio mal elaborada

Cyberpunk 2077 mandou muito bem em suas músicas: um dos aspectos mais positivos do game é justamente a trilha sonora. As canções do jogo são, em sua maioria, composições originais, e há estações de rádio de inúmeros gêneros, como rap, techno, rock e até mesmo de música latina e jazz.
Ao finalizar a campanha principal de Cyberpunk 2077, você pode iniciar um novo jogo ou completar as side quests.

Créditos: Reprodução/TechTudohttps://www.techtudo.com.br/review/review-de-cyberpunk-2077-jogo-tem-bom-enredo-em-construcao-ruim.ghtml

Ficha Técnica

Peso 0.187 kg
Dimensões 3.2 × 13.8 × 17.2 cm
Ano de Lançamento

2020

Classificação indicativa

18 Anos

Gênero

RPG

Desenvolvedor

CD Projekt RED

Áudio

Português (Brasil)

Legenda

Português (Brasil)

Nro de jogadores offline

1

Garantia do Fornecedor

3 Meses

Tipo de mídia

Física

Plataforma

Playstation 4

Conteúdo da Embalagem

2 discos Blu-ray, Acesso ao Conteúdo Digital, Adesivos, Cartões Postais, Mapa do Jogo

Franquia

Cyberpunk 2077

Entregue por

Saldão dos Games

Código: 1466224874
Código de barras: 7892110221146
Título: Cyber Punk 2077 XONE
Plataforma: Xbox One
Desenvolvedor: CD Projekt Red
Conteúdo Extra: Cyberpunk 2077 é uma história de ação e aventura em mundo aberto que se passa em Night City, uma megalópole obcecada pelo poder, glamour e modificações biológicas. Você controla V, um mercenário fora da lei em busca de um implante sem igual, que carrega o segredo da imortalidade. É possível personalizar os equipamentos cibernéticos, conjuntos de habilidades e estilo de jogo para explorar essa grande cidade onde as suas decisões definem a história e o mundo à sua volta.
Áudio: English
Gênero: RPG
Multiplayer Online
Classificação Indicativa: 18
Legenda(s): Português
Espaço Requerido no HD: a definir
Funciona apenas Online: Sim
Requer Controlador de Movimento: Não
Conteúdo da Embalagem: disco
Garantia do Fornecedor: 3 Meses
Referência do Modelo: XONE
SAC: 4004-2050
Fabricante: Warner
Marca: Rimo

Baseado em 0 avaliações

Geral
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar “CYBERPUNK 2077 – PS4”

Ainda não há comentários.